Cicatrizes expostas por toda parte. Será que você não vê que meu peito ainda arde? Medo ou coragem? Me dou coragem, diante de tanta solidão. Tanto peso no desespero da multidão... Só eu sei da minha história! Você não sabe não. Recomeço. Todo dia. E com razão! Cada dia é um turbilhão. E a… Continuar lendo

Você tem uma pessoa?

é impossível ser feliz sozinho.

VIDA DE ÍNDIGO

É o primeiro post que escrevo na categoria Vida de Mulher, e poderia abordar muitos outros temas, mas quero aqui falar de um que é parte enorme da(S) minha(S) vida(S) e dizer por que acho que deveria ser assim com TODA MULHER: a amizade verdadeira, de longo prazo, que ultrapassa barreiras físicas e ideológicas. Com todos os eventos que aconteceram na minha caminhada, as mudanças, o des/novo-casamento, muitas pessoas saíram da minha vida, e uma parte das “melhores amigas” se foi junto. Mas não todas. Tenho ainda algumas (poucas, mas que valem por muitas) amizades de infância e adolescência, que “sobreviveram” a todas as mudanças que vivi. E na última semana tive o privilégio de passar um tempo curtindo uma delas, a MINHA PESSOA. (Se você assistiu à série Grey’s Anatomy, sabe o que essa expressão significa. Se não assistiu… bom, assista! Ver a relação entre a Mer e a Cristina…

Ver o post original 1.566 mais palavras

pontapé

  Para dar início, primeiro é preciso pôr um ponto final. A continuidade pode fazer mal. RECOMEÇAR é o normal. Infinitude é real. Todo começo é um novo final. Todo fim é um novo carnaval. ANDA! Levanta esse astral! Sorrir vence o mal. (Fernanda Abreu)